• Empreender Jr.

Como dizem as mães: "Você não é todo mundo". Saia do clichê!


Quem nunca ouviu um: “Você não é todo mundo!” da mãe? Ou então: “O problema não é você, sou eu!” do (a) namorado (a)? Ou: “É pavê ou pra comer?” do tio nos almoços de família? Clássicas! Expressões que, via de regra, não apresentam mais originalidade devido à quantidade de vezes já mencionadas, por n pessoas e por n situações. Clássicas e clichês!

Associando os famosos clichês com o momento da nossa vida – atual ou não – conhecido como estágio, recrutamento e seleção, dinâmica, entrevista, crise [...] podemos fazer algumas reflexões: até que ponto a originalidade me favorece em uma entrevista de emprego? É melhor eu falar dos meus defeitos ou entrar em um site, ler que a palavra “perfeccionismo” está em alta e utilizá-la como um defeito meu, por exemplo? Até porque é muito mais bonito eu falar que sou perfeccionista do que revelar os meus reais defeitos e/ou limitações – “ser perfeccionista soa tanto quanto sofisticado”, você poderia pensar.

O primeiro passo, antes de qualquer decisão, é o autoconhecimento, é saber das suas preferências e limitações, o que realmente deseja no futuro e o que espera de você e da empresa em questão. Independente do lugar, porte ou ramo da empresa que você escolher, inevitavelmente terá de passar por uma conversa com seu gestor. Eu fico imaginando o quão saturado eles devem estar ao ouvir essas coisas “manjadas” e a impressão que é causada.

Acredito que se trata de escolhas. De escolhas e da personalidade de cada candidato, mas quando o assunto é vaga de emprego, ser original e conseguir ser você mesmo, diante de tanta cópia, é uma questão de personalidade forte. Até porque você, certamente, não vai conseguir fingir por muito tempo, mas repito: é uma questão de escolha. Ser sincero, com você e com ele, traz mais originalidade e causa impacto. Se você conseguiu ser você mesmo em uma entrevista de emprego e, por algum motivo, não conseguiu a vaga é porque você não tinha o perfil dela. E isso não quer dizer que não terá o perfil de mais nenhuma outra.

Valorizo, particularmente, mais um “sim” com um gostinho de “fui aceita pela minha personalidade, pelos meus conhecimentos, pelos meus objetivos e pelo o que eu estou disposta a contribuir por esta empresa” do que um “sim” com gostinho de “essa pessoas que foi aceita não sou eu!”. Até que ponto você está disposto a se tornar refém da pessoa que você não é para conseguir uma vaga?

#autoconhecimento #clichê #diferencial #originalidade

18 visualizações
CONTATO
marketing@empreenderjr.com
Telefone: (14) 3404-4200
Ramal: 4230
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
Segunda à sexta
08hrs às 18hrs
 
ONDE ESTAMOS
Av. Domingos da Costa Lopes, 780
Unesp - Câmpus de Tupã
Tupã - SP, 17602-496
EMPREENDER JR.
Quem somos
Blog
Portfólio
  • empreender_jr
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social

© 2019 por Diretoria de Marketing - Empreender Jr.

Consultoria em Gestão e Agronegócio