• Empreender Jr.

Saiba agora como maximizar seus ganhos!

Em algum momento você já se perguntou como as empresas definem os preços de seus produtos e serviços? Se essa curiosidade já se tornou alvo de seus pensamentos, é provável que você tenha uma visão empreendedora e um grande interesse em saber como as instituições elaboram um dos principais fatores responsáveis pela maximização do lucro!

O processo de precificação deve, portanto, ser conduzido de uma forma muito delicada, uma vez que envolve diversas variáveis que quando não analisadas com antecedência, podem comprometer diretamente na produtividade e no resultado final das empresas, tendo o poder de fazer com que todos os demais planejamentos, por mais minuciosos que sejam, venham a desabar.



Como funciona?

Precificar nada mais é do que agir de maneira estratégica, elaborando uma tática para se calcular os preços de venda dos produtos. Devido à isso, é fundamental que esteja aliada a um custeio eficaz, capaz de nortear todo o fluxo monetário das instituições.

Agora que você já reconhece a importância da precificação para o andamento ideal das empresas, entraremos um pouco mais a fundo sobre o que deve ser levado em conta na hora de executar esse processo.

Compreensão dos Custos e Despesas

Primeiramente, devemos ter em mente todos os custos fixos e variáveis envolvidos no processo. Os custos fixos são aqueles que não se alteram de acordo com a quantidade demandada, mas que são necessários para que a produção possa ocorrer de maneira correta. Para facilitar o entendimento, podemos citar alguns exemplos mais comuns, como os aluguéis de imóveis ou equipamentos e o salário dos funcionários.

Já os custos variáveis são aqueles que se alteram proporcionalmente de acordo com a demanda. Dessa forma, quanto maior for a escala de produção, maiores serão os custos envolvidos no processo. Nesse caso, podemos citar os insumos que serão utilizados na confecção do produto final ou no desenvolvimento do serviço.

Um grande passo para a elaboração de sua precificação já foi dado! Entretanto, não podemos nos esquecer das despesas geradas pelas empresas. Mas afinal, qual é a diferença entre custo e despesas? Essa é uma pergunta bem comum e que pode acabar gerando confusão quando se busca a compreensão desse assunto. Apesar de parecerem sinônimos, esses conceitos apresentam significados distintos.




A diferença se dá basicamente pelos fatores nos quais os gastos estão envolvidos. Para o conceito de custos, os gastos estão relacionados à todas as atividades referentes a produção do bem ou serviço final. As despesas, por sua vez, envolvem os demais gastos relacionados à manutenção das atividades que visam os objetivos finais da empresa, porém, que atuam “por trás das cortinas”. Podemos usar como exemplos os gastos com a divulgação da marca, através do marketing, o salário do pessoal administrativo, os gastos com a higienização e dentre muitos outros. É válido lembrar que traçar estratégias de como economizar nas despesas é um fator muito importante para que a empresa possa prosperar cada vez mais.

Por último, deve ser definida a lucratividade de cada produto, isto é, o quanto se busca ganhar em sua venda, para isso, é importante considerar alguns outros fatores, os quais serão explicados adiante.


>> Quero aprender mais sobre Gestão Financeira!


Entenda e amplie seu espaço no mercado!

A estruturação dos conceitos técnicos já foi definida, poderíamos dizer que, para alguns, isso já seria o suficiente para a elaboração dos preços. Entretanto, para um bom empreendedor, a precificação não se limita apenas sobre tais aspectos, ela deve levar em conta fatores como o valor de um determinado bem ou serviço no mercado, ou seja, qual é a percepção do cliente sobre a sua oferta? O quão dispostos eles estão para obtê-la?


Esses são exemplos de pergunta que fazem diferença dentro do cenário cada vez mais competitivo em que se vive. Compreender a subjetividade e as necessidades dos clientes é algo essencial quando o assunto é definição do quanto se espera lucrar e qual será o preço final. É por isso que grandes marcas de destaque no mercado, como Gucci, Prada e diversas outras, elevam seus preços muito além dos valores gastos no processo produtivo, justamente por reconhecerem seu valor e terem conhecimento do quanto as pessoas estarão dispostas a pagar pelo o que lhes é oferecido.



A situação citada acima resume o conceito de branding, que é basicamente definido como a identidade e a reputação criada dentro de uma marca. Essa estratégia de mercado explica com clareza o fato de muitas pessoas associarem preços elevados a uma melhor qualidade, e vice e versa.

É por isso que é de extrema importância que uma empresa tenha uma cultura bem definida, assim como valores a serem seguidos. É preciso que a marca seja vista não apenas como um simples negócio, mas sim como um propósito, isso eleva consideravelmente a imagem da empresa e, de forma persuasiva, muda a maneira como ela será vista pelos clientes, impactando no desejo dos mesmos em obter uma determinada marca.

Para se alcançar o tão desejado valor no mercado, também se torna necessário a compreensão do público-alvo. Para quem será ofertado? Quem possui mais interesse nos bens e serviços que se tem a oferecer? Ao definir qual será o público alvo, devem ser traçadas estratégias que visem a adequação do produto aos interesses dos clientes, que, portanto, estariam ainda mais dispostos a se beneficiarem com seu consumo.

Compreendendo como e para quem o produto será direcionado, resta apenas identificar quem mais oferece esses mesmos tipos de serviço, ou seja, a concorrência. Uma análise de concorrentes se torna extremamente viável para a busca de uma diferenciação no mercado e consequentemente uma regulagem dos preços mais assertiva.

Tire as ideias da caixa!

Ter em mente todo o conjunto de aspectos objetivos e subjetivos do mercado é essencial para que uma precificação seja elaborada de maneira correta, podendo gerar resultados extremamente satisfatórios.

Por isso, busque o máximo de informações possíveis dentro de sua empresa, todos os detalhes importam e podem resultar em diferenças significativas quando não analisados com cautela. Jamais se conforme com o seu espaço no mercado, sempre se pode ir mais longe e ampliar sua visibilidade no ambiente competitivo. E lembre-se, acima de tudo, é hora de empreender!


45 visualizações
CONTATO
marketing@empreenderjr.com
Telefone: (14) 3404-4200
Ramal: 4230
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
Segunda à sexta
08hrs às 18hrs
 
ONDE ESTAMOS
Av. Domingos da Costa Lopes, 780
Unesp - Câmpus de Tupã
Tupã - SP, 17602-496
EMPREENDER JR.
Quem somos
Blog
Portfólio
  • empreender_jr
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social

© 2019 por Diretoria de Marketing - Empreender Jr.

Consultoria em Gestão e Agronegócio